ESTADO PROCURA CONTRIBUINTES PARA RELACIONAMENTO SÉRIO

http://classificados.dnoticias.pt/VerClassificado.aspx?id=29680

A cidadania e o patriotismo não se exercem apenas de 4 em 4 anos... como estes políticos pretendem...

quarta-feira, julho 14, 2010

As "DESPESAS EXCEPCIONAIS" do MINISTÉRIO DE TEIXEIRA DOS SANTOS

Foi efectuada uma pequena análise às Contas do Estado de 2008 e 2009 e ao respectivo confronto com o Orçamento para este ano de 2010. Documentos disponibilizados pelo Diário da República.

O Ministério das Finanças, do Ministro Teixeira dos Santos, teve inscrita uma rubrica denominada "Despesas Excepcionais" na módica quantia de 23.258 milhões de euros em 2009, baixando esse montante para 14.048 milhões de euros.

Tudo "muito bem" se, analisada a Conta Geral do Estado, não tivéssemos observado que dos 23.258 milhões apenas tenham sido utilizados 3.226 milhões, ou seja, um montante muito inferior ao orçamentado.

E mesmo dando "de barato" que o Orçamento de Estado para 2010 corresponde a um aumento de 25% (!!) em relação às contas de 2009 (porque será que a Imprensa "livre" branqueia estes dados?), se fosse respeitada essa média de aumento era só fazer o cálculo de 25% sobre € 3.226 milhões e assim acrescentar mais 806 milhões à rúbrica "60 - Despesas Excepcionais", chegando-se então aos 4.000 milhões para a mesma.

Sucede então que esta rubrica, em 2010, voltamos a lembrar, está orçamentada em 14.048 milhões de euros, o que equivale a uma sobre nítida orçamentação.

Se desta rubrica retirarmos 1.700 milhões de euros (os tais com que nos pretendem cobrar em impostos extraordinários), basta ver a falácia dos políticos de todos os quadrantes para perceber que estão feitos uns com os outros, pois assim se demonstrar que não há necessidade de aumentar impostos quando há rubricas orçamentais sobrevalorizadas.

A questão que se coloca é a seguinte: vamos continuar quietinhos?

Confesso que me sinto desiludido ver tantas pessoas a aderirem a este Manifesto e ficarem-se por esta adesão, sem aderirem (quanto mais analisarem) às causas e às petições; a verem o circo pegar fogo e nada fazerem em sentido contrário; e a não apoiarem todos os que, de uma maneira não organizada em estruturas (tal como deve ser uma verdadeira cidadania), têm tentado inverter o rumo dos acontecimentos, pensando um pouco mais além do que dos seus próprios umbigos e sem os apoios de quem quer que seja, e com a censura da Comunicação Social e da Cultura (agora satisfeita com a sua Ministra; pão e circo para entreter o Povo, lá diziam os romanos).

Pedro Sousa

Movimento Nacional supra-partidário
CIDADANIA PRÓ-ACTIVA

Site: http://cidadaniaproactiva.blogspot.com/

Causa Pela Moralização das Contas Públicas do Estado Português: http://www.causes.com/causes/497195/about

2.ª petição à Assembleia da República: PELA OBRIGAÇÃO DOS POLÍTICOS APRESENTAREM DECLARAÇÃO PATRIMONIAL ANUAL ALÉM DA DECLARAÇÃO DE RENDIMENTOS» in:
http://www.peticaopublica.com/PeticaoVer.aspx?pi=201001a

E-mail: cidadaniaproactiva@gmail.com

Um comentário:

  1. Cidadão português25 de julho de 2010 17:49

    Concordo plenamente!

    Vejo e sinto tb uma revolta enorme e nem percebo nada de política. O que é certo é que para onde quer que olhe só vejo corrupção.
    Os apoios para a criação de novas empresas é uma fantochada, é um incentivo à aldrabice! Criam apoios aonde só acede quem tem dinheiro, não financiam a compra de mercadoria incentivando assim a apresentação de facturas falsas de por exemplo obras que já são elegíveis! ...
    Criam cartões de contribuinte "especiais" e completamente inúteis.............................até os desgraçados dos doentes sofrem com esta monstruosa corrupção. As conhecidas cunhas nos nossos hospitais fazem passar pacientes ainda por cima perfeitamente saudáveis, à frente de outros!
    ...
    Tenho Pestana no meu nome e só por isso as pessoas tentam "sacar" algo de mim...

    Vai ser difícil contornar a nossa situação mas considero perfeitamente possível!

    ResponderExcluir